DIABETES

DIABETES

DIABETES TIPO I E DIABETES TIPO II 

 

Tipo I – É conhecido como diabetes insulinodependente ou diabetes infanto-juvenil. Neste tipo de diabetes a produção de insulina do pâncreas é insuficiente pois suas células sofrem o que chamamos de destruição autoimune. Os portadores de diabetes tipo I necessitam injeções diárias de insulina para manterem a glicose no sangue em valores normais.

 

Tipo II – É também chamado de diabetes não insulinodependente ou diabetes do adulto e corresponde a 90% dos casos de diabetes. Ocorre geralmente em pessoas obesas com mais de 40 anos de idade embora na atualidade aparece com maior frequência nos jovens, em virtude de maus hábitos alimentares, sedentarismo e stress da vida urbana. Neste tipo de diabetes encontra-se a presença de insulina porém sua ação é dificultada pela obesidade, o que é conhecido como resistência insulínica, uma das causas de HIPERGLICEMIA. Por ser pouco sintomática o diabetes na maioria das vezes permanece por muitos anos sem diagnóstico e sem tratamento o que favorece a ocorrência de suas complicações no coração e no cérebro.

 

 

Sinais e Sintomas (Hipoglicémia)

. Sede excessiva

. Rápida perda de peso

. Fome exagerada

. Cansaço inexplicável

. Muita vontade de urinar

. Má cicatrização

. Dores de cabeça ou visão turba 

. Falta de interesse e de concentração

. Vômitos e dores estomacais, frequentemente diagnosticados como gripe.

 

Os mesmos sintomas acima podem também ocorrer em pessoas com diabetes tipo 2, mas geralmente são menos evidentes. Em crianças com diabetes tipo 2, estes sintomas podem ser moderados ou até mesmo ausentes.

 

Procedimento

Se a vítima está consciente e conseguir engolir:

. dar-lhe imediatamente açucar ou uma bebida açucarada, a fim de elevar o nível de açucar no sangue.

 

Se a vítima estiver inconsciente:

. manter as vias aéreas desobstruídas (Posição Lateral de Segurança)

. colocar açucar por baixo da língua

. enviar rapidamente a vítima para o hospital