PROJETO ATLANTE

O Projeto ATLANTE - É um programa de prevenção das toxicodependências dirigido a alunos e tem por tema : “ENFRENTAR O DESAFIO DAS DROGAS”

ATLANTE começou a desenvolver-se em 1996, no Canadá. Posteriormente foi adaptado nas comunidades Autónomas de Espanha, envolvendo milhares de educadores e centenas de milhares de estudantes, com o apoio dos Assuntos Sociais. Este programa estendeu-se até à Madeira, através da Secretaria Regional dos Assuntos Sociais.

 

 

Drogas, efeitos e riscos. 

CLASSIFICAÇÃO DAS DROGAS

Existem várias maneiras de classificarmos as drogas. Uma primeira, que é bastante utilizada e citada, tem como finalidade estabelecer se o porte, o transporte e o uso da droga são legais ou não. Assim, a primeira classificação de drogas é a seguinte:

           

Drogas legais ou lícitas: são as drogas aceites social e culturalmente. Mantêm, de longe, a liderança no consumo da sociedade. Os seus principais exemplos são o álcool e o tabaco, nas variadas formas de apresentação e de consumo. Os medicamentos comprados sob receita médica, também podem ser considerados drogas legais ou lícitas.

 

Drogas ilegais ou ilícitas: são as drogas cujo porte, transporte, compra, guarda, comercialização, plantação ou até oferecer constituem ilícito penal. As principais drogas ilegais ou ilícitas consumidas são: a maconha, a cocaína, o crack, os medicamentos utilizados sem receita médica, os diversos inalantes, como, as colas de sapateiro, os esmaltes, a benzina, o éter, o lança-perfume, e, mais recentemente, o LSD, o ecstasy e as metanfetaminas.

 

Novas Drogas: são substâncias psicoativas que pela falta de legislação (leis) podem ser adquiridas legalmente.

 

Outra classificação das drogas

Segundo Kaplan (1997), a Organização Mundial da Saúde (OMS), desde 1979, classifica as drogas, em três diferentes categorias:

 

  • Drogas depressoras: são aquelas que diminuem a atividade mental do consumidor. Afetam o Sistema Nervoso Central, fazendo com que funcione de forma mais lenta. Diminuem também a atenção, a concentração, a tensão emocional e a capacidade intelectual. São exemplos, o álcool, os inalantes, os narcóticos (o ópio, a morfina e a heroína), os ansiolíticos e os benzodiazepínicos, ambos medicamentos vendidos em farmácias sob receita médica.

 

  • Drogas estimulantes: são as drogas que aumentam a atividade mental. Afetam o Sistema Nervoso Central, fazendo com que funcione de maneira mais acelerada. São exemplos, a cocaína, nas suas diversas formas, a cafeína, existente no café, no chá preto e no chá mate, a nicotina existente no tabaco, e as anfetaminas e metanfetaminas.

 

  • Drogas perturbadoras: afetam a percepção e os sentidos, provocando distúrbios no funcionamento do Sistema Nervoso Central, fazendo com que o mesmo funcione de forma desordenada. Diminuem a capacidade de memória, de concentração e de ação do consumidor. Perturbam o pensamento, tornando-o lento e desordenado. Afetam a capacidade do consumidor no seu sistema tempo / espaço, podendo provocar acidentes quando conduzem veículos. São seus exemplos: a maconha, o ecstasy, o ácido lisérgico (LSD), alguns cogumelos tóxicos; as plantas alucinógenas, como a chacrona, a mescalina, e a ayahuasca.

 

____________________________________________________________________________________________________________________________________


Desenhos dia do Não Fumador

Para assinalar o dia do não fumador apresento alguns desenhos elaborados pelos alunos 

(Clica na Imagem)

____________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Vídeos 

Clica na Imagem

Clica na Imagem

Clica na Imagem

Experiência com cigarros - Clica na Imagem

______________________________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________________________

 

O que são Bebidas Energéticas?

As bebidas energéticas são bebidas à base de cafeína publicitadas como sendo capazes de aumentar a performance a nível físico (aumentando a resistência e diminuindo o cansaço) e mental (aumentando a capacidade de concentração), de melhorar o sistema imunitário e/ou de criar uma sensação inebriante.

 

     


Quais os constituintes de uma Bebida Energética?

Embora a sua constituição difira ligeiramente entre as diferentes marcas, a maioria das bebidas energéticas contém os mesmos ingredientes básicos: cafeína, hidratos de carbono, uma proteína designada taurina, vitaminas e plantas como o ginseng ou guaraná. 

 

Porque são as bebidas energéticas tão populares entre os adolescentes?

Em primeiro lugar porque os efeitos publicitados são atrativos para os adolescentes, uma faixa etária particularmente suscetível a consumos diversos. E também porque são adotadas pelas empresas, estratégias de marketing agressivas, especialmente dirigidas aos adolescentes, em particular os do sexo masculino, com forte investimento em áreas do seu interesse, como os desportos (especialmente os desportos radicais) e a música. O consumo destas bebidas é assim frequentemente associadas pelos adolescentes ao estado atlético, à masculinidade e à aprovação por parte do grupo de pares.


E o consumo de bebidas energéticas implica algum risco?

Implica de facto um risco significativo que ultrapassa largamente os eventuais benefícios. Em primeiro lugar porque contêm quantidades significativas de cafeína que podem levar ao aparecimento de sintomas como cefaleias, ansiedade, irritabilidade, taquicardia, palpitações e tensão arterial elevada. Além disso, as bebidas energéticas contêm aditivos (guaraná, taurina, ginseng, carnitina) cujos efeitos a curto e longo prazo não são totalmente conhecidos, por vezes em doses elevadas, desconhecendo-se também o risco de tão grandes doses.

 

Fonte: http://www.educare.pt/

______________________________________________________________________________

 

ESTEROIDES ANABOLIZANTES 

 

O que são esteroides?

Os esteroides anabolizantes são substâncias sintéticas similares aos harmónios sexuais masculinos, testosterona. Promovem um aumento de massa muscular (efeito anabolizante) e o desenvolvimento de caracteres masculinizantes.

 

Caminho sem saída

Os jovens precisam saber que este tipo de substância não faz milagres. Não faz o músculo crescer, faz o músculo inchar e sem o anabolizante, porém, ele desincha e perde volume, o que os obriga a continuar usando o produto para não perder forma. Essa adição os torna dependentes da droga e do fornecedor.

A paragem brusca do uso de anabolizantes também pode produzir sintomas como fadiga, insónias, diminuição da libido, dores de cabeça, dores musculares, redução do desejo sexual, perda de apetite e desejo de tomar mais esteroides anabolizantes. O sintoma mais perigoso de paragem é a depressão, que em caso extremo pode levar à tentativa de suicídio. É importante tentar suspender o uso, mas sob a orientação de um cardiologista.

 

Perigos dos esteroides:

- Calvície

- Hipertrofia da próstata

- Acne

- Agressividade

- Hipertensão

- Limitação do crescimento

- Colesterol (baixa o hdl (bom colesterol) e aumenta o ldl (mau colesterol)

- Virilização em mulheres (crescimento de pelos na face, engrossamento da voz, hipertrofia do clítoris e amenorreia); e alteração do ciclo menstrual

- Ginecomastia (excesso desenvolvimento dos mamilos em indivíduos do sexo masculino)

- Dores de cabeça

- Impotência e esterilidade

- Insónias

Fonte: http://medicosdeportugal.sapo.pt

 

___________________________________________________________________________________________________

  

 

 

Principais doenças atribuídas ao tabagismo

São encontradas no cigarro industrializado mais de 4.000 substâncias químicas, entre elas a nicotina que atua no cérebro dos fumadores. Entre estas substâncias estão cerca de 400 substâncias nitidamente cancerígenas, como produtos o alcatrão, acetona, naftalina, amoníaco, produtos clorados e fosfatados oriundos dos defensivos agrícolas, daí o alto índice de doenças que traz aos seus usuários. Assim:

 

Em curto prazo o tabagismo causa:

  • Tosse de fumante e hálito de tabaco
  • Amarelecimento dos dentes e dos dedos
  • Bronquites e doenças respiratórias

 

Em longo prazo o tabagismo causa:

  • Enfisema pulmonar e bronquites crônicas.
  • Arteriosclerose e doenças arteriais coronarianas.,
  • Infarto do miocárdio.
  • Cancro de pulmão, boca, bexiga, estômago.
  • Doenças nas vias aéreas superiores.
  • No cérebro: o fumo triplica o risco de derrame.
  • No nariz: o alcatrão reduz a capacidade olfativa.
  • Na circulação: aumenta o risco de trombose, doença vascular periférica e inflamação de vasos.
  • Nos rins: o fumo provoca insuficiência renal.
  • Na bexiga: eleva em três vezes o risco de cancro.
  • Nos ossos: aumenta o risco de osteoporose nas mulheres.
  • Coração: taquicardia e infarto.
  • No aparelho digestivo: cancro de estômago, de pâncreas e de esôfago, além de gastrite e úlcera.
  • No sistema reprodutor: o fumo favorece o cancro do colo de útero, causa menopausa precoce, nos homens prejudica a fertilidade.

 

Do ponto de vista psicológico o tabagismo causa:

  • Diminuição da concentração
  • Ansiedade
  • Confusão mental
  • Perturbações sensoriais
 
 

 

 

As Substancias do cigarro / Componentes do cigarro

 

Acetaldeído - Produto metabólico primário do etanol no processo de transformação em ácido acético. É um dos agentes responsáveis pela ressaca.

Acetona - Solvente inflamável. Ácido cianídrico - Cianeto altamente venenoso (bloqueia a recepção do oxigénio pelo sangue).

Alcatrão - Substancia tóxica e cancerígena que ajuda ao desenvolvimento de vício. Ele obstrui as vias respiratórias.

Amoníaco - Químico perigoso utilizado em produtos de limpeza.

Arsénico - Componente altamente nocivo - veneno puro.

Benzopireno - Substância cancerígena que ajuda no processo de combustão - faz com que o cigarro não se apague.

Butano - Gás incolor, inodoro mas altamente inflamável.

DDT - Agrotóxico.

Dietilnitrosamina - Causador de lesões hepáticas.

Fenol - Ácido carbólico que corroi e irrita as nossas membranas mucosas. Caso fosse ingerido ou inalado era mortal! Para além de ser corrosivo afecta também o nosso sistema nervoso central.

Formol - Formaldeído

Mercúrio -Metais pesados - Chumbo e cádmio. Um único cigarro contém 1 a 2 mg, pelo que como a média de vida destas substancias é de 10 a 30 anos, reduz a capacidade dos pulmões. Entre outros problemas também causa: dispnéia, fibrose pulmonar, enfisema, hipertensão, câncer nos pulmões, próstata, rins e estômago.

Metanol - Álcool metílico usado como combustível de foguetes e automóveis.

Monóxido de carbono - Gás levemente inflamável e extremamente toxico pois se combina a hemoglobina e impede o transporte de oxigênio

Naftalina - Substância cristalina branca, volátil, com odor característico antitraça.

Nicotina - É um alcalóide que também é usado como insecticida. Apesar de cheirar mal constitui o princípio activo do tabaco, sendo a substancia que provoca o vício e o cancro nos pulmões.

Níquel - Armazenam-se no fígado e rins, coração, pulmões, ossos e dentes - resultando em gangrena dos pés, causando danos ao miocárdio etc..

Pireno - Hidrocarboneto Cancerígeno - Utilizado como aromatizante.

Polônio - Extremamente radioativo.

 

____________________________________________________________________________________________

 

__________________________________________________________________________________________________

Antes e Depois das drogas

 

 

A Verdade sobre as Drogas

 

___________________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________________

 

Clica na Imagem

 

                                                                               Clica na Imagem

____________________________________________________________________________________________________

 

Alcoolismo 

  

                                (Vídeo) Clica na Imagem

___________________________________________________________________________________________________

 

 

SIMULADOR DE TAXA DE ALCOOLEMIA

                             

_____________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

Ao Topo